A razão pela qual a falha de ignição é perigosa para o motor e como evitá-la

A razão pela qual a falha de ignição é perigosa para o motor e como evitá-la

Uma falha de ignição do motor é uma avaria, durante a qual um ou mais dos seus cilindros não funcionam. Isso provoca um desgaste excessivo e o sobreaquecimento do motor, e leva ao desgaste das superfícies dos pistões e dos cilindros. No seguimento, iremos explicar-lhe como identificar este problema e como solucioná-lo.

Cinco sinais de falhas

  • O motor dá puxões em marcha lenta. Por vezes, as vibrações são tão fortes que podem fazer-se sentir no volante, na alavanca de mudanças e na carroçaria do carro. Além disso, o funcionamento do motor é instável em marcha lenta.
  • Redução da potência do motor. As falhas do funcionamento do motor notam-se especialmente ao pisar o pedal do acelerador, bem como através dos puxões ao acelerar. É possível que a luz indicadora “Verificar o motor” acenda no painel de instrumentos.

Redução da potência do motor

  • Depósitos de carbono nas velas de ignição e fissuras nos cabos de alta tensão. Por norma, são fáceis de detetar ao inspecionar as peças. 

Depósitos de carbono nas velas de ignição e fissuras nos cabos de alta tensão

  • Ruídos incomuns quando o motor está em marcha. Por exemplo, é possível ouvir sons intermitentes, em vez dos zumbidos constantes.
  • Maior consumo de combustível. Normalmente, isso é provocado por problemas relacionados com o processo de ignição e da mistura de combustível.

Maior consumo de combustível

Três causas da falha de ignição do motor

  1. Problemas com o sistema de ignição. Velas de ignição defeituosas, bobinas e cabos de alta tensão danificados ou uma má configuração podem provocar que a ignição se dê demasiado cedo ou demasiado tarde, o que interrompe o processo de combustão da mistura de ar e combustível, provocando falhas no funcionamento do motor.
  2. Interrupção do processo de mistura e do fornecimento de combustível. A acumulação de sujidade nos injetores de combustível, avarias das válvulas solenóides, o bloqueio do filtro de ar, as fugas no sistema de admissão ou do fornecimento de combustível ou no servofreio de vácuo são fatores que podem provocar uma mistura de ar/combustível pobre ou enriquecida, o que por sua vez afeta a eficiência da combustão. Uma avaria do sensor de massa de fluxo de ar, do sensor de posição do acelerador ou uma válvula de controlo de ar de marcha lenta também possuem consequências semelhantes.
  3. Fugas na câmara de combustão. Por norma, isso é provocado pela queima das válvulas, dos pistões, da junta da cabeça e pelo desgaste da superfície do cilindro. Também pode ser provocado pelo ajuste incorreto das válvulas, dos tacos ou tacos hidráulicos avariados ou pela sincronização incorreta das válvulas.

 6 dicas da AUTODOC  

  1. Substitua as peças consumíveis atempadamente. Por exemplo, os filtros de ar devem ser substituídos a cada 10 000 a 15 000 km. Consoante o tipo, as velas de ignição têm uma duração de 30 000 a 100 000 km e os injetores de combustível duram 100 000 a 120 000 km.
  2. Limpe os injetores de combustível regularmente, pelo menos uma vez por ano. Para tal, adicione um aditivo especial ao combustível. No caso de verificar muita sujidade, dirija-se a uma oficina.
  3. Utilize óleo de motor de elevada qualidade. Os produtos resultantes do desgaste do motor são capazes de provocar o seu sobreaquecimento, obstrução do segmento de êmbolo e degradação de outros elementos. Recomenda-se substituir o lubrificante e o filtro de óleo a cada 10 000 a 15 000 km.
  4. Utilize combustível de elevada qualidade. Isso irá prevenir a acumulação de carbono nas superfícies dos componentes do motor.
  5. De vez em quando, deixe que o motor funcione nas rotações mais elevadas. Isso aumentará a temperatura na câmara de combustão, brevemente, até os 500 °С, limpando assim os extremos das velas de ignição, retirando os depósitos acumulados.
  6. Quando realizar a manutenção do motor, aperte todas as conexões roscadas com o binário especificado na documentação técnica do veículo. Isso irá garantir a estanquidade de todas as juntas e a integridade dos elementos de vedação.

Conclusão

A falha de ignição do motor não afeta apenas o seu desempenho, como também é um sintoma de uma avaria grave. Por isso, é importante que realize um diagnóstico exaustivo do motor, assim que aparecer o primeiro sinal de uma avaria e que o repare o mais rapidamente possível. A manutenção, no devido tempo, assegura um funcionamento prolongado e sem problemas.