Amortecedores: Tipos, Função, Sintomas

Amortecedores: Tipos, Função, Sintomas

Antes de se falar propriamente nos amortecedores, tipos existentes, nomeadamente amortecedores a gás / amortecedores hidráulicos, função e sintomas, será aqui importante fazer-se referência à suspensão a ar e à suspensão automóvel.

 E isto porque: 
  • i Os amortecedores são apenas parte do sistema de suspensão geral do veículo;
  • i Os sistemas de suspensão automóvel são sistemas dinâmicos que afetam diretamente a segurança e o conforto do condutor do veículo, bem como de outros participantes do tráfego rodoviário. A condição técnica deste sistema determina o comportamento do veículo em diferentes condições de condução, sendo particularmente relevante para certos parâmetros, nomeadamente, a distância de travagem, a aderência, a aceleração.

Suspensão a ar

Suspensão a ar

Os sistemas de suspensão a ar têm sido utilizados ​​desde há muito no mundo dos camiões, mas na última década, transformaram o mundo comercial.

Motocicletas, veículos todo-o-terreno, carros personalizados, carros de alto desempenho – até mesmo carros de transporte comum – estão atualmente a utilizar sistemas de suspensão.

A utilização da suspensão a ar e as mudanças na tecnologia significam que os sistemas deixaram de ser lentos e imprecisos. Em vez disso, utilizam uma tecnologia rápida e precisa com sistemas eletrónicos avançados que controlam tudo, proporcionando uma direção suave e controlada.

Para mais informação, nomeadamente, o que é a suspensão a ar, tipos e elementos de suspensão a ar, como funciona a suspensão a ar, entre outros, visite o nosso link.

Suspensão

O que é suspensão

A sua suspensão é na verdade composta de várias partes diferentes que, quando instaladas em conjunto, trabalham na direção do veículo, bem como no conforto da condução.

A principal razão da existência do sistema de suspensão é para absorver a energia que é criada pelos solavancos da estrada.

Mas para saber mais, designadamente, o que é o sistema de suspensão do automóvel, os componentes da suspensão, não deixe de consultar o nosso link.

Amortecedores

Quando um veículo bate numa lombada na estrada, o impacto empurra o volante para cima. Num veículo rígido, no caso de não ter nenhum sistema de suspensão, isso indica que a força do impacto é transmitida diretamente ao condutor, o que pode ser extremamente perturbante. Além disso, o impacto também pode causar um movimento saltitante originando que os pneus percam o contacto com a estrada, o que representa um menor controlo para o condutor.

Assim, e sendo os amortecedores um componente importante de qualquer sistema de suspensão de veículo, a maioria dos veículos tem um amortecedor para cada pneu.

Por sua vez, cada amortecedor fornece força e funcionalidade significativas para o sistema de suspensão de um veículo.

Por isso mesmo, um amortecedor é de extrema importância para uma condução de qualidade aprimorada e melhor manuseio do veículo.

Mas o que é um amortecedor?

Mas o que é um amortecedor

Um amortecedor é um dispositivo mecânico ou hidráulico projetado para absorver e amortecer os impulsos de choque. Isso é obtido convertendo a energia cinética do choque em outra forma de energia (tipicamente calor), que é então dissipada.

O tipo mais comum é o amortecedor de borracha devido à sua alta elasticidade durável, com capacidade de eliminar a vibração, choques e o isolamento acústico. Este tem a capacidade de criar a forma exigida e satisfazer os requisitos de rigidez e resistência.

Assim, o amortecedor de borracha tem algumas funções de amortecimento, como a capacidade de absorver energia mecânica, especialmente energia de oscilação de alta frequência.

Desta forma, os amortecedores nos veículos oferecem um grande propósito de limitar o movimento excessivo da suspensão, com o único propósito de amortecer as oscilações da mola. A existência de válvulas de óleo e gases, no amortecedor, são utilizados para remover o excesso de energia das molas. Esta força da mola é determinada pelos fabricantes de veículos com base no peso do veículo.

Aplicações de amortecedores

Os amortecedores podem ser vistos em muitas aplicações diferentes na nossa vida diária, pois suportam várias atividades. São empregados ​​em pontes, automóveis, bicicletas, e mesmo em edifícios de forma a absorver o impacto de solavancos, terramotos e ventos fortes.

Contudo, diferentes aplicações requerem diferentes tipos de amortecedores, que podem ser feitos de diferentes materiais. Por outro lado, os vários tipos de amortecedores requerem uma forma e design específicos para se adequarem às tarefas pretendidas.

Tipos de amortecedores

Amortecedores convencionais

  • Mono tubo
    Embora esse tipo de amortecedor use a menor quantidade de peças e tenha o design mais simples em comparação com outros tipos, mas porque utiliza componentes de serviço mais pesados e requer um processo de design mais preciso, também tende a ser mais dispendioso do que um amortecedor de tubo duplo.
    Os amortecedores mono tubo são normalmente encontrados em camiões, vans ou veículos utilizados ​​para o levantamento e movimentação de cargas em áreas onde as condições adversas das estradas são comuns.
    Estes são amortecedores de gás de alta pressão com apenas um tubo, o tubo de pressão. No interior do tubo de pressão, existem dois êmbolos: um êmbolo que divide e um pistão de trabalho. O êmbolo de trabalho e a haste são muito semelhantes ao design do amortecedor de tubo duplo.
    A diferença, na aplicação real, é que um amortecedor mono tubo pode ser montado de cabeça para baixo ou do lado direito para cima e irá funcionar de qualquer maneira.
    Além disso, neste tipo de amortecedores, a sua flexibilidade de montagem são um componente importante, juntamente com a mola, para apoiar o peso do veículo.
    Outra diferença que se pode notar é que o amortecedor mono tubo não tem uma válvula de base. Por isso, todo o controlo durante a compressão e extensão ocorre no pistão.
  • Tubo duplo – Design com carga de gás
    Os amortecedores de tubos duplos são mais comummente encontrados em veículos e SUVs de menor tamanho e têm um segundo cilindro específico para o fluido interno.
    Embora o interior seja diferente do cilindro mono tubo, o exterior de um amortecedor de tubo duplo é muito semelhante a um mono tubo, tornando-se difícil a distinção entre os dois pela sua aparência.
    Relativamente ao design com carga de gás, a principal função da carga de gás é minimizar a ventilação do fluido hidráulico. A pressão do gás nitrogénio comprime as bolhas de ar no fluido hidráulico. Isso evita que o óleo e o ar se misturem e criem espuma. A espuma afeta o desempenho porque pode ser comprimida – o fluido não. Com a ventilação reduzida, o amortecedor é capaz de reagir com mais rapidez e previsibilidade, permitindo um tempo de resposta mais rápido e ajudando a manter o pneu firmemente agarrado à superfície da estrada.
    Tipos de amortecedores: Tubo duplo – Design com carga de gás
  • Coilover
    Usados ​​em veículos com sistema de suspensão dupla ou multilink, os amortecedores coilover são frequentemente confundidos com os amortecedores, uma vez que uma mola helicoidal é instalada em torno desses amortecedores.
    Os amortecedores coilover são encontrados em muitos tipos de veículos, desde veículos de passageiros normais, carros de corrida e em muitos veículos 4×4.
    Os coilovers são utilizados em sistemas de suspensão de duplo braço e são frequentemente um componente das colunas telescópicas MacPherson. Dois dos principais tipos de coilovers são os coilovers completos e os coilovers deslizantes. Os completos são combinados com um amortecedor da unidade de fabrico, enquanto que com os deslizantes, os amortecedores são comprados um após o outro e depois instalados.

Amortecedores ajustáveis

Esses amortecedores permitem que sejam ajustados quer para um passeio mais rígido, quer para um mais macio, de acordo com a sua preferência e incluem amortecedores eletrónicos e a ar.

A viagem preferida depende da quantidade de fluido hidráulico que pode entrar no amortecedor O fluido hidráulico é capaz de entrar em pequenos orifícios em qualquer amortecedor. Quanto maiores forem os orifícios maior é a passagem do fluido, sendo que uma maior quantidade de fluido equivale a uma viagem mais suave.

  • i Amortecimento Ativo
    O design desse amortecedor é semelhante ao de um amortecedor mono tubo convencional, mas usa uma configuração de válvula ajustável controlada por um sistema de computador do veículo.
  • i Controlo eletrónico / magnético de condução
    Os amortecedores eletrónicos são controlados por um interruptor por meio do sistema de computador do veículo. Um eletroíman enrijece os amortecedores, que possuem fluido hidráulico contendo ferro conhecido como ferro fluido.
    Outros sistemas de amortecedores eletrónicos utilizam condutores elétricos controlados eletronicamente, chamados solenoides, para aumentar ou diminuir o fluxo do fluido.
    Alguns veículos permitem que o condutor selecione um dos modos de condução predefinidos.
  • i Ar
    Esses amortecedores são usados ​​em veículos que possuem sistemas de suspensão a ar, que utilizam airbags de borracha cheios de ar por um compressor no lugar ou em conjunto com uma mola tradicional. Também podem ser combinados com peças num sistema de suspensão ativa.
    Os amortecedores pneumáticos proporcionam um percurso suave e permitem o nivelamento do percurso. Por exemplo, se a extremidade traseira de um veículo estiver carregada com carga, ou devido ao reboque, o compressor bombeará mais ar nas molas pneumáticas traseiras para elevar a sua extremidade.
  • i Auto nivelamento
    Vistos do lado exterior, estes amortecedores parecem ser muito semelhantes aos amortecedores mono tubo ou de tubo duplo, mas são capazes de se ajustar a condições de condução como os amortecedores de ar.

Funções de amortecedores

De uma forma geral e tal como já foi referido, o amortecedor tem como principal função a seu cargo o absorver ou amortecer a compressão e o ressalto das molas e suspensão, manter os pneus em contacto com a estrada durante toda a condução do veículo e garantir o controlo mais seguro e uma resposta de travagem mais rápida do veículo, entre outros.

 Mas analisando mais detalhadamente a sua função, pode ser referir o seguinte: 
  • i Limita o movimento da carroçaria do veículo
    O principal objetivo dos amortecedores é limitar o movimento geral da carroçaria do veículo, ou a sua oscilação. Conforme um veículo é conduzido, a carroçaria desloca-se para cima e para baixo ou de um lado para o outro em vários graus em resposta às condições de direção e da estrada. Esse tipo de movimento do veículo é controlado pelos amortecedores.
  • i Estabiliza o uso do veículo
    Dependendo das condições da estrada ou do estilo de condução, um veículo pode passar de uma condução suave e controlada a uma acidentada e irregular num curto período de tempo. Os amortecedores estabilizam todo o percurso do veículo, evitando um excesso de inclinação da carroçaria do veículo ou o rolamento em qualquer direção, especialmente ao efetuar curvas ou fazer curvas fechadas. Esta estabilização permite maior controlo e estabilidade do veículo.
  • i Estabiliza os pneus do veículo
    A maioria dos veículos tem um amortecedor por pneu. Cada amortecedor individual, além de controlar o movimento e a direção da carroçaria do veículo, exerce uma tremenda força estabilizadora em cada pneu do veículo. Um amortecedor evita que o pneu do veículo salte em terreno irregular ou instável e ajuda em simultâneo a colocar o pneu do veículo firmemente no solo ou na superfície da estrada.
  • i Minimiza o desgaste dos pneus
    Ao ajudar a estabilizar e controlar os movimentos de um pneu do veículo, o amortecedor ajuda a minimizar o desgaste do piso do pneu. Os pneus que são mantidos firmemente contra o solo e mantidos em posição por um amortecedor firme duram mais e sofrem muito menos desgaste.
  • i Reduz o desgaste geral da suspensão
    Os amortecedores são apenas parte do sistema de suspensão geral do veículo. A maioria dos veículos utiliza uma combinação de vários feixes de molas, molas helicoidais e colunas telescópicas para estabilizar e controlar o movimento de um veículo. Os amortecedores basicamente absorvem e desviam uma grande parte dos impactos iniciais da estrada e / ou dos movimentos da carroçaria.

Sintomas de amortecedores

 No que concerne aos sintomas de falhas do amortecedor, podem ser referidos os seguintes: 
  • ! Distâncias de paragem mais longas
    Embora esse sintoma possa ser causado por vários outros problemas do veículo, é um dos sinais mais prováveis ​​de peças defeituosas do amortecedor.
    Uma das funções do amortecedor é manter os pneus no solo.
    Se os amortecedores estiverem gastos, estes não poderão ajudar a controlar o salto das rodas.
    Assim, com uma aderência mínima à estrada os pneus não irão responder à travagem como deveriam.
    Sintomas de amortecedores: distâncias de paragem mais longas
  • ! Desgaste irregular do pneu
    Uma vez mais, este problema pode ser causado por vários outros problemas do veículo e não especificamente por amortecedores com problemas.
    Mas para o presente caso, vamos descartar outras razões para o desgaste. O sintoma de desgaste irregular dos pneus não deve passar desapercebido.
    Isso pode resultar em problemas como aquaplanagem e tornar-se um problema de segurança.
    É aconselhável a substituição dos amortecedores com defeitos que causam o problema.
    Sintomas de amortecedores: desgaste irregular do pneu
  • ! Mergulho de nariz do veículo ao travar
    Os amortecedores danificados ou desgastados permitem que o fluido flua pela vedação. Isso faz com que o pistão se mova excessivamente no cilindro.
    A travagem do veículo acaba então por fazer com que o nariz do veículo “mergulhe”.
    Isso porque o peso do veículo oscila mais do que se o seu movimento fosse controlado pelo amortecedor.
  • ! Rebaixamento traseiro
    Assim como a falha do amortecedor faz com que o nariz de um veículo mergulhe, a traseira também ficará rebaixada o que indica problemas no amortecedor traseiro.
    Mas, embora o ruído diminua durante a travagem, a traseira ficará rebaixada quando pisar no acelerador. Isso demostra amortecedores soltos, provavelmente devido a vedações com fugas.
  • ! Vibrações excessivas do volante
    O volante do seu veículo pode vibrar ao conduzir em terrenos acidentados. No entanto, isso deve parar assim que regressar às estradas normais.
    Se isso não acontecer, é provável que esteja com problemas nos amortecedores.
  • ! Fuga do fluido do amortecedor
    Este é um sinal claro do amortecedor avariado e/ou dos vedantes danificados.
    Os sintomas de fugas do amortecedor incluem o óleo nas laterais do amortecedor ou até mesmo uma mancha oleosa no solo.
    Os amortecedores com fugas são inúteis pois não irão controlar as oscilações do chassi e da mola de suspensão.
    Além de causar problemas de manuseio do veículo, o problema de fugas pode levar a viagens desconfortáveis ​​e cansativas.
  • ! Barulho com ruído
    Os amortecedores devem fazer movimentos para cima / para baixo da suspensão e da mola.
    Também ajudam a amortecer as vibrações através das buchas, mas quando as buchas se desgastam ou ficam danificadas, as vibrações não podem ser evitadas.
    Como resultado, pode ouvir sons de ruído quando estiver na estrada. Pode ser o ruído do amortecedor dianteiro, do traseiro ou até de ambos.
  • ! Oscilação ao vento
    Os amortecedores estabilizam um veículo. Se estiverem velhos e com desgaste, não poderão executar esta função adequadamente.
    O veículo então oscila incontrolavelmente, especialmente se os ventos forem fortes.
    Se encontrar este problema e suspeitar da falha do amortecedor, é aconselhável substituir todo o dispositivo.
  • ! Buchas do amortecedor deterioradas
    No final de cada lado de um amortecedor existem buchas. As buchas estão sempre expostas às condições adversas da atmosfera.
    Depois de milhares de quilómetros na estrada, as buchas podem rachar e se deteriorar.
    Buchas com desgaste não podem amortecer os amortecedores da suspensão à qual estão fixados.
    Como resultado, o veículo fará muito barulho, especialmente ao conduzir em condições adversas.

    Comentários – 1

  • @user_46487017.07.2021
    Membro

    Mudei os amortecedores da frente. Na oficina dizem que era essencial mudar os suportes (monroex2 =51,64€) e os topos (2x = 91,00€).
    O que são os topos? Podem ser tão caros?

    Responder

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *