Discos de Travão: Tipos e Funções (Ventilados | Perfurados)

Discos de Travão: Tipos e Funções (Ventilados | Perfurados)

É difícil pensar num componente mais importante no seu automóvel do que os travãos.

Isto porque os travãos são cruciais para mantê-lo seguro na estrada, por isso é essencial que os mantenha bem conservados.

O seu sistema de travão possui um auxiliar de travão e cilindro mestre, que pressuriza o fluido de travão hidráulico nas suas linhas de travão, operando os pistões nas pinças de travão. A pinça então pressiona a pastilha de travão contra o rotor, criando atrito que reduz a velocidade do veículo.

Tipos de Disco de Travão

  • Disco de Travão Plano

O disco de travão básico em si é um disco plano e liso feito geralmente de ferro, afixado ao fuso do eixo rotativo. Muitos carros, especialmente os veículos mais pequenos, são fornecidos com os mesmos, pois o seu peso mais baixo torna-os adequados para o funcionamento e são relativamente baratos para produzir e substituir.

Detêem uma excelente potência de travagem dado à imensa área de superfície em contacto com a pastilha – mas poderão perder a eficácia aquando de períodos de travagem prolongados. Calor, gás e resíduos de material de fricção podem acumular-se entre o disco e a pastilha, causando potencialmente a deformação do disco se o aumento de calor atingir níveis críticos.

  • Disco de Travão Ventilado
Disco de Travão Ventilado

À medida que o tamanho e o peso do veículo aumentam, também aumenta a carga nos travãos. Isso gera mais calor, o que causa problemas para o sistema de travagem.

Os sistemas de travagem funcionam convertendo energia cinética – velocidade – em calor por meio da fricção através da pastilha e do disco do travão. O disco precisa de alguma ajuda para libertar esse calor de forma rápida para evitar danos, à medida que aumentam os níveis de calor.

A natureza exposta dos travãos de disco é uma das principais razões pelas quais os mesmos são superiores aos travãos a tambor, que sofrem perda de travagem perceptível à medida que sobreaquecem devido à ventilação ineficaz.

Para ajudar o disco a dissipar o excesso de calor, é necessário um design ventilado, que se parece com dois discos prensados com raios entre os permitem a presença de intervalos. Isso irá permitir que o calor gerado pelas superfícies de contacto saía mais facilmente, através da irradianção para o exterior por via das aberturas entre as duas faces.

A única desvantagem de um disco ventilado é um ligeiro aumento no peso, caso contrário, são muito melhores em manterem-se dentro dos limites de temperatura de trabalho ideal que os discos planos padrão.

  • Disco de Travão Perfurado
Disco de Travão Perfurado

Outra forma de os discos permanecerem frios, isto é sem sobreaquecimento. é aumentar a área da superfície através de furos completos através dos mesmos. Estes orifícios proporcionam igualmente uma rota de fuga para o calor, gás e resíduos, evitando que se acumulem nas superfícies de contacto.

Reduzem, de igual forma, ligeiramente o peso dos discos através do material perfurado.

Existem algumas desvantagens nos discos perfurados. Os buracos podem acumular material e outros detritos e, o que é mais preocupante, estão sujeitos a deformações e rachas sob elevadas temperaturas. Embora os orifícios não comprometam a integridade estrutural do disco, eles reduzem a quantidade de calor que o disco pode tolerar, uma vez que excede a quantidade que o disco pode dissipar efetivamente.

  • Disco de Travão com Fenda ou Ranhura
Disco de Travão com Fenda ou Ranhura

Ao efetuar a adição de ranhuras ou fendas a um disco, o mesmo funciona de forma semelhante aos discos perfurados, dado que estes últimos trabalham para remover o excesso de calor, gás e material da superfície de fricção – sem enfraquecer, contudo, a resistência ao calor do disco.

Os sulcos irradiam do centro do disco num ângulo específico para libertar os resíduos e afastá-los com a rotação do disco.

Estes tipos de disco detêm a tendência a serem mais ruidosos do que os outros, dado que as ranhas friccionam as pastilhas.

  • Combinação – Disco de Travão com Fendas e Orifícios

Ter uma combinação de ranhuras e orifícios num disco é um compromisso comum que funciona para obter o benefício de ambos enquanto minimiza as desvantagens.

Reduzir o número de orifícios mantém a resistência elevada ao calor enquanto permite que os resíduos sejam canalizados, e a redução no número de orifícios reduz o ruído gerado enquanto permite ainda que as pastilhas sofram fricção e sejam renovadas.

  • Disco de Travão Ondulado

A razão principal para ondulações trata-se da redução de peso sem, contudo, comprometer a força e a resistência.

Pelo facto de não deter um furo até ao interior do disco, verifica-se que as capacidades de ventilação são reduzidas, essencialmente de calor. As ondulações ainda fornecem algum lugar para o material de fricção poder escapar da superfície de fricção antes de ser evaporado.

  • Disco de Travão de Borda Ondulada

Os discos de desempenho mais atuais tiveram em conta a incorporação de uma borda ondulada no disco como outra forma para reduzir de forma significativa o peso – de forma mais específica o peso não suspenso – sem afetar a força, a resistência e o desempenho.

Alguns também afirmam que este design de borda ondulada pode interromper o fluxo de ar e melhorar o arrefecimento.

  • Discos De Travão Alternativos

Por razões de custo, alguns veículos rodoviários ainda utilizam travãos a tambor. Os travãos a tambor são aceites como sendo inferiores aos travãos a disco, mas o preço de compra mais barato persuade muitos na indústria de transporte rodoviário e de transporte a optar pelos mesmos. Isso, apesar de terem custos de vida útil mais longos e intervalos de manutenção mais curtos.

São ainda amplamente usados ​​na América do Norte, onde os regulamentos não são tão rígidos e os camiões têm permissão para usá-los como uma opção. No entanto, este não é o caso na UE, onde padrões de segurança mais rígidos sobre distâncias de travagem desqualificam o uso de travãos a tambor.

  • Travãos de Cerâmica de Carbono
Travãos de Cerâmica de Carbono

Os fabricantes dos automóveis são comumente embutidos com os travãos a disco. Os mesmos operam empurrando algumas pastilhas de travão contra qualquer poste do disco que por vezes é conhecido como um rotor que coloca dentro de cada roda, gerando atrito suficiente para desacelerar a rotação dos pneus.

Os discos de travão são tipicamente feitos a partir do ferro fundido, que é barato e comparativamente duradouro. Além disso, as pastilhas de travão são geralmente fabricadas a partir de uma mistura de metais e por vezes compreendem as partes orgânicas, como borracha e fibras de vidro também. A maior parte do atrito necessário para a travagem é gerada pela área das pastilhas de travão.

Além disso, os travãos carbono-cerâmica funcionam através de um sistema semelhante ao dos travãos a disco padrão; no entanto, os discos em si são fabricados a partir de coisas muito distintas, através de um procedimento complicado. Relativamente ao ferro fundido ou aço, os discos de travão carbono-cerâmica são fabricados a partir do material composto.
A resina de silicone é a bala através dos pequenos grãos da fibra de carbono, e formada na figura de um disco de travão, com os orifícios ordenados incluídos externamente para fazer aberturas de arrefecimento. Além disso, é propenso a uma grande quantidade de calor e força, o que muda de resina para um plástico.

Mais tarde, o disco é arrefecido, antes de ser aquecido novamente.

Então, o material move-se para a temperatura de 1700 graus Celsius e muda para a sua última forma: carboneto de silício.

Antes de ser colocado no automóvel, o disco é tingido para proteger da oxidação sob as temperaturas severas a que certamente será propenso.

Além disso, o acoplamento com uma grande quantidade de energia necessária para aquecer constantemente os elementos do composto a alta temperatura é o que origina a que os travãos carbono-cerâmica sejam tão caros.

Por fim, os discos de carbono-cerâmica têm uma perspetiva robusta e cristalina idêntica à de um diamante que classifica-os como altamente resistentes e duradouros em relação aos discos de aço ou ferro.

Superaquecimento nos Travãos

Superaquecimento nos Travãos

O calor causa muitos problemas no seu automóvel. Já deve conhecer as peças comuns que podem sofrer calor extremo no seu veículo, como o radiador, a cabeça do cilindro, os pistões e as entradas e saídas de exaustão. Mas sabia que também pode ocorrer superaquecimento nos seus travãos?

No seu automóvel o atrito que acontece é entre os rotores das pastilhas de travão, e onde existe atrito, existe calor. Quando a temperatura fica crítica, surgem problemas no travão.

A maioria dos fabricantes recomenda a substituição dos discos do travão dianteiro entre 30.000 e 40.000 km, e dos traseiros entre 40.000 e 50.000 km. Também ajuda ter em consideração o seu estilo de condução. Caso seja um condutor agressivo que frequentemente trava bruscamente, irá precisar de substituir os seus discos mais cedo.

Os Melhores Discos de Travão

Por Que os Discos Perfurados ou com Ranhuras Melhoram a Travagem?
A presença de furos ou ranhuras num disco de travão é uma garantia de melhor aderência e certamente um sistema de travagem mais ágil e eficaz. Este efeito deve-se à superfície dos orifícios ou ranhuras que garantem, sobretudo nas fases iniciais de travagem, um melhor desempenho graças a um coeficiente de atrito superior ao dos discos convencionais.

Outra vantagem importante do uso de discos perfurados e com ranhuras é a renovação constante do material de fricção das pastilhas. Os furos também interrompem o lençol de água que podem se depositar na superfície de travagem com a chuva. Por este motivo, mesmo em estradas molhadas, o sistema responde de forma eficiente desde a primeira travagem. Da mesma forma, as ranhuras, voltadas para o exterior, garantem uma dispersão mais eficaz de qualquer água que possa estar na superfície do disco: o resultado é um comportamento mais uniforme em quaisquer condições climáticas.

Da mesma forma que dispersam a água, os furos e fendas também proporcionam melhor capacidade de dissipação dos gases que se formam devido às altas temperaturas entre a pastilha e as superfícies do disco.

Comprar os melhores discos de travão on-line

Compare os diferentes discos de travão, escolha o que mais se adequa ao seu veículo e compre os melhores discos de travões on-line, mesmo que tenha planos de os instalar profissionalmente. Isto porque pode economizar dinheiro a longo prazo, pois as oficinas de reparação e concessionárias irão cobrar a mais pelas peças.

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *