O que fazer quando a chave fica presa no interruptor de ignição

O que fazer quando a chave fica presa no interruptor de ignição

Poderá já se ter deparado com uma situação, por exemplo, antes de iniciar uma viagem, em que a chave não vira no interruptor de ignição. Por vezes, até acaba por conseguir virá-la, no entanto, não é possível retirá-la do interruptor após ter feito a viagem. Neste artigo, iremos abordar as razões pelas quais a chave fica presa e os respetivos métodos para solucionar este problema da forma mais fácil.

10 motivos pelos quais a chave não sai do interruptor de ignição

O seu volante está bloqueado

Quase todos os automóveis modernos estão equipados com sistemas de proteção anti-roubo. Em alguns casos, este sistema bloqueia o volante e o interruptor de ignição para evitar, que seja conduzido por intrusos. O bloqueio é ativado quando roda o volante sem a chave estar no interruptor de ignição ou quando tenta utilizar a chave errada ou uma chave extremamente desgastada. Por vezes, o problema é causado pela tentativa de rodar a chave, sem que a mesma esteja completamente inserida no cilindro. Além disso, o sistema de proteção pode ser ativado quando as rodas estão completamente viradas para um determinado lado, por exemplo, quando estaciona num grau acentuado ou quando as rodas dianteiras estão encostadas contra o lancil ou outro obstáculo qualquer. Por norma, quando a função de bloqueio está ativada, poderá ouvir um clique característico e não será capaz de retirar a chave do interruptor de ignição.

O que fazer: Vire o volante gentilmente para a esquerda e para a direita, enquanto tenta virar a chave no interruptor. Isso irá ajudar a desbloquear o volante. Não puxe a chave com demasiada força para evitar, que se parta.

A chave está deformada

Se mantém a chave no seu bolso ou carteira ou se a utiliza para outros fins, poderá deformar-se. Por vezes, devido a isso, a chave não vira nem sai da ignição ou poderá mesmo ser impossível inseri-la no interruptor.

O que fazer: Notou, que a sua chave está deformada? Não tente usá-la, para evitar, que o cilindro do interruptor fique danificado. Ligue o carro com uma chave de ignição suplente. Se não possui uma, contacte o centro de serviço automóvel. Os especialistas irão repor a forma da chave antiga num instante ou fazer uma cópia da chave. Se apesar de tudo inseriu a chave deformada no interruptor de ignição e a mesma ficou presa, procure ajuda profissional para removê-la.

A fechadura da porta congelou

Isso pode acontecer, se estiver muito frio lá fora, em combinação com a acumulação de água na fechadura do cilindro.

O que fazer: Se o seu carro tiver estado estacionado no exterior durante muito tempo ao frio extremo ou num local não aquecido, e se suspeitar de que a fechadura esteja congelada, tente descongela-la. Para tal, aqueça a chave usando um isqueiro ou uma vela e insira-a na fechadura. Repita este passo várias vezes. Também poderá usar um descongelante especial de fechaduras. Para evitar futuros problemas, assegure-se, de que o sistema de ventilação funciona corretamente. Antes de estacionar o seu carro num estacionamento durante muito tempo, areje o habitáculo para reduzir a temperatura no mesmo e evitar a condensação.

A bateria do carro está descarregada

Em alguns carros, quando a bateria está descarregada, a chave fica bloqueada no interruptor de ignição.

A bateria do carro está descarregada
O que fazer: Ligue os faróis. Se os faróis não ligarem, o problema poderá estar na bateria. Utilize um voltímetro para medir a voltagem dos terminais da bateria do carro. Se estiver abaixo de 11,7 V, a bateria terá descarregado por completo. Provavelmente, terá de a substituir ou carregar. Se não dispor de um multímetro, tente arrancar o carro com ajuda auxiliar. Se funcionar, o problema estará na bateria. Caso contrário, o motivo da falha poderá ser outro qualquer.

Desgaste do dente da chave

Os produtos de baixa qualidade, concebidos de materiais não duráveis tendem a desgastar-se mais rapidamente. A chave passa a estar solta no interruptor de ignição e não interage adequadamente com as peças móveis do interruptor de ignição.

O que fazer: Compare a chave, que está a usar com a chave suplente. Se verificar, que a mesma possui sinais de desgaste, substitua-a. Se a chave velha estiver presa no interruptor de ignição, tente virá-la gentilmente para a esquerda e para a direita e mova-a para frente e para trás. Provavelmente, irá descobrir o movimento, que irá ativar o mecanismo.

Falha do cilindro do interruptor

Este também tende a desgastar-se com o tempo. Isso poderá ocorrer mais rapidamente, devido ao hábito, que muitos condutores possuem, de juntar chaveiros pesados ou outros ornamentos às chaves. Quando o carro está em movimento, criam uma carga adicional nas peças do mecanismo.

Falha do cilindro do interruptor
O que fazer: Se conseguir retirar a chave do interruptor de ignição, utilize uma chave suplente. Se com a chave suplente o problema permanecer, então, o motivo estará no desgaste do cilindro do interruptor. Contacte uma oficina, para que seja substituído.

O cilindro do interruptor e a chave estão sujos

A utilização de um lubrificante impróprio leva à acumulação de sujidade no interior do mecanismo e poderá ficar preso com o tempo. Por norma, os dentes de uma chave ficam sujos se forem utilizados para além do suposto, por exemplo, para arrancar as fitas de embalagens ao abrir as mesmas.

O que fazer: Para limpar o interruptor, use o fluído WD-40 ou outro óleo penetrante ao pulverizá-lo diretamente no buraco da fechadura. Caso seja possível, limpe o cilindro com ar comprimido. Após isso, limpe o interruptor e lubrifique-o. Enxugue a chave com um pano sem pêlos, humedecido em WD-40, álcool ou diluente.

Seleção da velocidade errada

Em automóveis com caixa de velocidades automática, a chave ficará bloqueada no interruptor de ignição até que mude a alavanca seletora para a posição “Park”. Para desbloquear o interruptor em veículos com uma caixa de velocidades manual, a alavanca de mudanças deve estar no “ponto morto”.

Seleção da velocidade errada
O que fazer: Depois de ter feito a viagem, assegure-se de que a alavanca seletora da caixa de velocidades automática está na posição “Park”. Caso não seja esse o caso, e no entanto, já tiver parado o carro e desligado o motor, pressione o pedal do travão e ponha a alavanca seletora na posição “Park”. Tente extrair a chave cuidadosamente. Se não for possível, verifique se a alavanca seletora pode ser bloqueada. Se for possível movê-la, mesmo após o motor ter sido desligado, leve o seu carro a uma oficina para que seja verificado o conversor de binário, a alavanca, o cabo da caixa de velocidades automática e o mecanismo de bloqueio do pedal do travão.
Se o seu carro tiver uma caixa de velocidades manual, pressione o pedal da embraiagem, engrene a alavanca de mudanças em ponto morto e tente retirar a chave da ignição ao abaná-la ligeiramente.

A chave não foi inserida numa posição adequada

Por vezes, os condutores esquecem-se de virar a chave para a posição de bloqueio.

A chave não foi inserida numa posição adequada
O que fazer: Observe o interruptor de ignição. Este possui várias marcas, que correspondem à diferentes modos: “ignição ligada”, “arranque do motor”, “bloqueio” (ou “park”). Assegure-se de que a chave está na posição “bloqueio” ou “0”. Caso seja necessário, mude a sua posição.

O componente está partido

Aplicar demasiada força, ao virar a chave no interruptor de ignição pode levar a sua rutura. É difícil extrair o fragmento da chave, que permaneceu no mecanismo.

O que fazer: Tente remover o fragmento, utilizando um extrator especial. Se não dispor da tal ferramenta, procure ajuda profissional. Não tente improvisar meios, para retirar a ponta partida, uma vez que poderá danificar o cilindro.

Conclusão

Apesar do design simples, a chave de ignição é um elemento muito importante, que requer a devida atenção do condutor. Um carro apenas pode ser ligado, se este componente estiver a funcionar devidamente. Se a sua chave estiver presa no interruptor de ignição, use as nossas dicas.