Para que serve embraiagem

Para que serve embraiagem

A embraiagem trata-se de um mecanismo que permite a ligação entre o motor e a caixa de velocidades, tendo como função a transmissão da rotação do volante do motor às engrenagens da caixa de velocidades, permitindo assim a transferência dessa rotação ao diferencial através do eixo.

Os automóveis que apresentam uma caixa de velocidades manual obrigam o condutor a operar a embraiagem. Por essa razão verifica-se a existência de um terceiro pedal, posicionado à esquerda, que nos permite engrenar a mudança de velocidade, enquanto que os que apresentam as caixas automáticas não.

Tal como qualquer outra peça do veículo, a embraiagem tem igualmente um modo correto de utilização, que desta forma contribui para a sua longevidade e para menores custos de utilização.

O que é uma embraiagem?

O que é uma embraiagem
 Basicamente, é composta por: 

Usualmente, o disco de embraiagem é composto de aço, com uma superfície cujo revestimento possuí um material que gera atrito e que é pressionado contra o volante do motor.

Através do prato de pressão é assegurada a pressão contra o volante motor e, permite a pressão, com força suficiente, do disco contra o volante do motor, de forma a evitar o deslizamento, ou o patinar, entre as duas superfícies.

O que transfere a força sobre o pedal da esquerda, o da embraiagem, é o rolamento de encosto com a pressão necessária para estabelecer a ligação, seja para embraiar ou desembraiar.

Como funciona a embraiagem?

Possibilitando a transmissão da rotação do volante do motor para as engrenagens da caixa de velocidades que irá permitir o desmultiplicar dessa rotação, segundo a engrenagem ou mudança escolhida, realizando a transferência para o diferencial através do eixo.

A transmissão entre o volante, preso através de parafusos à cambota, e a caixa de velocidades sucede mediante a pressão do disco de embraiagem contra o volante do motor.

Por outro lado, o disco é comprimido contra o volante mediante o prato de pressão. Com a pressão do pedal da embraiagem, o sistema de pressão poderá ser composto por molas ou outro sistema de pressão, que abranda a pressão do prato, eliminando o contacto do disco com o volante e, sequentemente, suspende a transmissão de força motriz para a caixa de velocidades.

Tipos de embraiagem

Existindo distintos tipos de embraiagem e segundo as suas características, podendo ser:

 De acordo com o número de discos: 
  • hidráulicas (não possuem discos);
  • monodisco;
  • bidisco;
Tipos de embraiagem - bidisco
  • multidisco.
 Por tipo de arrefecimento: 
  • embraiagens secas (com arrefecimento a ar);
  • embraiagens húmidas (possuem arrefecimento a óleo).
 Face à pressão é aplicada à placa opressora para o seu acoplamento com o disco: 
  • embraiagem de mola: as molas nas quais a pressão tem aplicação e que estão delimitadas na periferia do disco de embraiagem.
  • embraiagem de diafragma: as molas são trocadas por um diafragma elástico que é composto de aço carbono.
  • embraiagem centrífuga: a embraiagem e o desengate são atidos a contrapesos que são exercidos pela ação da força centrífuga da rotação do motor.
 Segundo o tipo de comando: 
  • embraiagem de fricção mecânica: é composta pelo volante sobre o qual, devido a uma bucha de bronze que assenta sobre o eixo primário da caixa de velocidades. É o mais frequente em automóveis de passageiros. O mesmo opera através de um líquido hidráulico ou através de um cabo;
  • embraiagem hidráulica: age como uma embraiagem automática entre o motor e a caixa de velocidades, possibilitando que o motor realize a transmissão do torque do motor quando atinge uma certa velocidade de rotação;
  • embraiagem eletromagnética: usufrui da força do campo eletromagnético para a transmissão do torque.

De acordo com o fabricante, os modelos de automóveis podem ser providos com sistemas de embraiagem distintos, segundo as características de direção desejadas.

Embraiagem hidráulica e mecânica

Embraiagem hidráulica

Embraiagem hidráulica

Utiliza o fluido para acionar um pistão hidráulico. Este tubo repleto de fluido é análogo ao sistema hidráulico que iria ver num suporte de capô.

O pistão engata ou desengata, nesse caso, a embraiagem através de uma sequência de conexões. O fluido hidráulico é usualmente designado por “fluido de embraiagem”. Contudo, é efetivamente o mesmo que o fluido de travão, sendo armazenado no cilindro mestre da embraiagem.

O cilindro mestre da embraiagem transforma a pressão do pedal da embraiagem em pressão hidráulica. A potência é depois deslocada para o cilindro escravo da embraiagem. Estende-se uma haste do cilindro escravo, que aciona o garfo da embraiagem. O garfo da embraiagem move então o rolamento de libertação da embraiagem. Isto, faz com que a placa de pressão da embraiagem seja libertada, desengatando a embraiagem.

Embraiagem mecânica

Trata-se de um sistema muito simples. O pedal da embraiagem é conectado, de forma direta, através de um cabo de aço ao conjunto da embraiagem. Ao pressionar o pedal o cabo é movido. Isto move o garfo da embraiagem, que aciona o rolamento de desengate da embraiagem e faz com que a placa de embraiagem seja então desengatada.

[Total: 0   Average: 0/5]