Dicas de manutenção da corrente da moto

Como cuidar da corrente da moto

Saber como cuidar da corrente da moto, isto é, dar importância à limpeza e à lubrificação da corrente é fundamental para a manutenção adequada da moto, sendo que todo o processo leva no máximo 15 minutos. Antes de limpar a corrente, é importante determinar que tipo de corrente está a usar na sua moto.

O tipo de corrente mais básico e comum não é vedado, sendo que este tipo produz um atrito mínimo, mas não é capaz de fornecer uma lubrificação ao interior. Isso resultará em um desgaste mais agressivo, exigindo uma manutenção mais frequente. Outro tipo de corrente, comum por ser conveniente, é a corrente vedada, por exemplo, correntes O-ring, X-ring ou Z-ring. Esses tipos têm vedantes de borracha entre as placas dos elos e dos roletes da corrente, que mantêm o lubrificante a circular no interior dos componentes da corrente, sendo que evitam a acumulação de sujidade. As correntes vedadas perdem a lubrificação com o tempo, consequentemente, tal requer uma manutenção e uma lubrificação regular para evitar que a corrente da moto estale, seque ou crie fissuras.

Deve ter uma certa atenção relativamente ao cuidado da corrente, independentemente do tipo, de modo a evitar a acumulação, o desgaste e o rasgo. Se achar que a sua corrente está solta ou que uma roda dentada está gasta, poderá estar na altura de apertar a corrente da moto ou mesmo trocá-la.

A corrente deve estar em perfeitas condições para que não haja uma perda de potência quando a força motriz é transferida do motor para a roda traseira através do tensor da corrente. Consequentemente, é importante saber como esticar a corrente da moto, de modo a circular sempre em segurança.

A roda dentada é uma das formas mais eficientes de mover a roda traseira e é, portanto, utilizada pela maioria dos fabricantes. Também existem scooters acionadas por correia, como a Honda Activa e outras que utilizam um sistema de transmissão V-Matic por correia, bem como algumas motocicletas como a Hyosung ST7. As grandes motos V-twin como a Suzuki Boulevard 1783 cc têm um sistema de de transmissão por eixo, como um carro.

Manutenção da corrente da moto

Nos últimos tempos, muitos fabricantes fabricam motos com correntes vedadas com O-ring, que são expostas ao meio ambiente e, portanto, enfrentam mais poeira. As correntes, sejam elas com O-Ring ou convencionais, estão sujeitas a desgastes e requerem uma manutenção regular para que obtenha o desempenho ideal da sua moto!

Dicas para manutenção de correntes com O-ring e correntes convencionais

Caso tenha uma moto com uma capa de corrente convencional, pode removê-la e prosseguir com com os seguintes passos:

  • i Posicione o suporte principal da moto;
  • i Coloque uma cobertura de polietileno nos aros para evitar que o excesso dos fluidos pingue nos mesmos;
  • i Limpe a corrente;
  • i Lubrifique a corrente;
  • i Verifique se há folga. Aperte/solte, se necessário;
  • i Após a lubrificação, não mova a moto por um curto período de tempo.


Limpeza da corrente

Limpeza da corrente


Limpe a corrente com parafina (querosene), uma escova macia e um pano, de modo a retirar a sujidade e os resíduos acumulados na corrente. Não use água ou fluidos como diluente! Depois disso, limpe a corrente com um pano limpo e seco.

Lubrificação da corrente

Existem muitos lubrificantes de corrente disponíveis no mercado, desde à marca Motul até à OKS e outros. Fabricantes tais como a Yamaha também oferecem os seus lubrificantes de corrente sob o nome de Yamalube. Lubrifique todas as áreas da corrente da sua moto com o lubrificante de corrente rodando a roda para que absorva o máximo possível. Caso veja ferrugem, coloque um pouco de lubrificante adicional na área. Borrife o lubrificante de corrente generosamente, mas assegure-se de que não exagera. Deve ter atenção para não colocar o seu dedo perto da corrente durante todo o processo!

Inspeção e ajuste

A corrente da moto não deve estar muito esticada

Verifique se a corrente da moto tem uma folga de cerca de 1 a 1,5 polegadas movendo a corrente para cima e para baixo na direção vertical. A corrente da sua moto deve ter a tensão e a folga corretas. Caso esteja muito apertada ou muito solta, a transmissão de força não será ideal e o movimento da roda traseira não será suave! Tenha atenção que a corrente da moto não deve estar muito esticada. Poderá soltar ou apertar a corrente por si mesmo ou levar sua moto a um mecânico que esteja mais próximo de si para realizar o procedimento.

Só deve seguir este procedimento se tiver uma certa habilidade mecânica e se estiver consciente dos riscos de segurança que podem ocorrer se a corrente for danificada. Por isso, recomendamos que a corrente da moto seja encurtada por um profissional para garantir a maior segurança possível.

Para tirar um elo da corrente da moto deve selecionar os elos que deseja remover e considerar quantos deles devem ser retirados da mesma. Recomendamos que os elos sejam removidos no meio, isto é, na parte inferior.


Frequência de limpeza da corrente

A frequência de limpeza depende do seu estilo de condução, das condições climáticas, da estação do ano, etc. Por isso, se conduz em condições adversas ou está acostumado a muitas trocas de marcha de alta rotação ou vive em condições climáticas húmidas ou costeiras ou durante as estações chuvosas, a frequência será maior.

    O seu perfil é o seu assistente pessoal.

    Permite acompanhar as despesas, registo auto e prazos de substituição, e guardar materiais, notas e documentos favoritos