Como verificar e mudar o líquido da transmissão

Como verificar e mudar o líquido da transmissão

O óleo da caixa de velocidades desempenha funções muito importantes. O mesmo lubrifica os elementos de contacto da caixa de velocidades, remove a sujidade e os produtos de desgaste e ajuda no arrefecimento. Nas transmissões automáticas, este líquido de serviço também transfere o torque entre os componentes de um conversor de binário. Por isso, a maioria dos fabricantes de automóveis recomenda a monitorização do nível e do estado do líquido da transmissão na caixa de velocidades. Iremos revelar-lhe como verificar o nível em diferentes veículos e também abordaremos as situações em que poderá necessitar substituí-lo.

Quais são os sintomas de um líquido da transmissão em mau estado?

 Os sinais seguintes indicam que não há óleo suficiente na caixa de velocidades ou que está na altura de o substituir: 

  • ruídos estranhos e vibrações nas mudanças de velocidade;
  • no inverno, pode ter problemas ao mudar de velocidades quando a unidade ainda não tiver aquecida;
  • a dinâmica pode piorar nos veículos com uma transmissão automática;
  • mudanças bruscas;
  • mudança retardada;
  • mudanças automáticas de transmissão para cima ou para baixo quando não deveria.

Como verificar o nível do líquido da transmissão?

 Para verificar o nível de óleo numa transmissão manual, faça o seguinte: 
  1. Prepare todas as ferramentas e todos os produtos químicos necessários, nomeadamente uma chave de fendas, WD-40, escova metálica, panos limpos ou toalhas de papel. Também pode precisar de óleo, sendo que deve usar o mesmo que está agora na caixa de velocidades. As informações sobre o líquido utilizado no seu modelo de automóvel devem ser especificadas no manual do veículo. Se não estiver especificado, procure assistência profissional.
Prepare todas as ferramentas e todos os produtos químicos necessários
  1. Coloque o seu automóvel num elevador de veículos ou sobre um poço de inspeção. Se não tiver esse mesmo equipamento e o seu automóvel for de tração dianteira, retire a roda dianteira esquerda para ter acesso à janela de inspeção localizada na caixa da caixa de velocidades.
  2. Acione o travão de estacionamento.
  3. Se acabou de desligar o motor, espere alguns minutos até o óleo escorrer para o cárter.
  4. Limpe a tampa de enchimento e a área à sua volta com uma escova metálica. Limpe com um pano limpo e solvente. Isto vai ajudá-lo a evitar, que a sujidade entre para dentro da unidade. 
Limpe a tampa de enchimento e a área à sua volta com uma escova metálica
  1. Desaparafuse a tampa, que fecha a abertura. Se ficar presa, use o WD-40 para a soltar.
Desaparafuse a tampa, que fecha a abertura
  1. Verifique a quantidade de óleo na caixa de velocidades. O seu nível deve atingir a borda inferior do orifício.
  2. Se for necessário, encha o líquido com uma seringa.
Se for necessário, encha o líquido com uma seringa
  1. Limpe as manchas de óleo na caixa da caixa de velocidades com um pano ou papel toalha.
  2. Enrosque a tampa.
  3. Instale todas as unidades nos seus lugares na ordem inversa.
As caixas de velocidades automáticas têm normalmente uma vareta para controlar o nível do líquido da transmissão automática (ATF).
 O procedimento de verificação é o seguinte: 
  1. Estacione o seu veículo numa superfície plana.
  2. Abra o capô.
  3. Encontre a vareta da transmissão. Normalmente, a sua pega tem uma cor brilhante, muitas vezes laranja. Caso seja necessário, consulte o manual do veículo para a localização da vareta.
  4. Ligue o motor. Deixe-o a funcionar durante algum tempo para aquecer.
  5. Se não testar logo após o acionamento, passe por todos os modos. segurando a alavanca em cada posição por cerca de três segundos. Isto ajudará a distribuir o líquido da transmissão ao longo dos canais.
  6. Mova a alavanca para a posição “Estacionamento” ou “Neutro”, dependendo do modelo do veículo. A posição exata do seletor de velocidades é muitas vezes especificada na vareta.
  7. Acione o travão de estacionamento.
  8. Consulte o manual do veículo para saber, se o motor tem de estar a funcionar ou se tem de ser desligado para a proceder à verificação. Em particular, em alguns modelos da Acura e Honda, o motor tem de ser desligado após o aquecimento.
  9. Retire o vareta da caixa de velocidades e limpe-a com um pano limpo, que não tenha fiapos.
  10. Insira a vareta até ao fundo e depois retire-a de novo.
  11. Olha para a vareta. Irá ver duas marcas na mesma. Um indica o nível do líquido da transmissão num motor frio e o segundo num motor quente. Normalmente, têm marcas correspondentes, isto é, ou “Frio” e “Quente” ou números, que indicam a temperatura. Como o seu motor agora está quente, o traço de óleo na vareta tem de estar na marcação “Quente”, ou na temperatura mais alta, mas não acima. Não é recomendado medir o nível de líquido da transmissão num motor frio, pois os resultados serão imprecisos.
  12. Caso seja necessário, encha a ATF na caixa de velocidades. Para fazer isso, desligue o motor e use um funil.
  13. Espere que o óleo flua para dentro do cárter do óleo.
  14. Ligue o motor e verifique novamente o nível do líquido da transmissão.
Alguns modelos, como o BMW E46, BMW E39, Audi A4, Audi A6, Volkswagen Passat, por exemplo, estão equipados com caixas de velocidades, que não têm varetas.
 Para verificar se estão suficientemente cheios ou não, faça o seguinte: 
  1. Aqueça a caixa de velocidades à temperatura de funcionamento, percorrendo uma distância de cerca de 15 quilómetros.
  2. Coloque o veículo num elevador, poço de inspeção ou numa rampa de automóvel para poder chegar à parte inferior da carroçaria.
  3. Ligue o motor.
  4. Coloque o seletor de mudança de velocidade no modo correspondente, nomeadamente “Estacionamento” ou “Neutro”.
  5. Desaparafuse a tampa de inspeção na parte inferior da caixa de velocidades. Se o líquido vazar do orifício, não há necessidade de o encher. Volte a enroscar a tampa.
  6. Se nada vazar, isto significa que não há óleo suficiente.
  7. Despeje algum ATF através da abertura de enchimento com uma bomba ou tubo especial e um funil, até começar a vazar do orifício de inspeção.
  8. Feche o orifício com a tampa.
  9. Ligue o motor.
  10. Desaparafuse novamente a tampa e repita o procedimento com o reabastecimento.
  11. Assim que a ATF começar a vazar novamente, feche o orifício.
  12. Desloque o seletor de velocidades através de todos os modos.
  13. Abra o orifício de inspeção e reabasteça o fluido pela última vez.
  14. Aparafuse ambos os tampões de inspecção e de enchimento.
  15. Limpe as raias da caixa de velocidades.

Quando deve mudar o líquido da transmissão?

Recomenda-se a substituição do óleo na caixa de velocidades manual a cada 80 000 a 100 000 km ou após 5 anos de funcionamento, o que ocorrer primeiro. Nas transmissões semi-automáticas, o fluido é substituído a cada 60 000 km. Os intervalos de troca de óleo para caixas de velocidades automáticas de diferentes designs variam ainda mais, nomeadamente de trinta a várias centenas de milhares de quilómetros. Os intervalos exatos de substituição para o seu modelo de veículo são especificados no manual do proprietário.

 Por vezes, o fluido de transmissão perde as suas propriedades antes do tempo. Isto é causado por: 

  • Comportamento agressivo na condução.
  • Rebocar um reboque pesado.
  • Colocar a rotação das rodas em superfícies escorregadias durante demasiado tempo.
  • ATF inapropriada.
  • Conduzir em engarrafamentos de trânsito em condições meteorológicas muito quentes durante muito tempo.
  • Mudanças de velocidades incorrectas.
Portanto, sempre que verificar o nível de óleo, coloque uma gota de líquido de transmissão num tecido e olhe para a mancha. Não deve conter nenhuma matéria estranha. Resíduos negros na vareta, cheiro forte a queimado, turbidez ou mudança de cor significativa, por exemplo, se o óleo que era vermelho ou amarelo se tornou castanho escuro ou preto, são indicações adicionais de que o líquido está gasto.

Como mudar o óleo da caixa de velocidades por conta própria?

 Para trocar o óleo da engrenagem numa caixa de velocidades manual, faça o seguinte: 
  1. Descubra quanto óleo a sua caixa de velocidades pode absorver. Esta informação pode ser encontrada no manual do veículo. Além da quantidade necessária de fluido, dependendo do design do veículo, será necessária uma junta de transmissão ou um elemento de vedação para o bujão de drenagem, algum selante, um recipiente para apanhar o óleo usado, funil e uma mangueira ou seringa, um pano e uma chaves de fendas para desapertar as fixações.
  2. Antes de começar, percorra 5 a 10 km para deixar o óleo aquecer e torná-lo menos viscoso. Assim, será mais fácil drená-lo.
  3. Coloque o seu automóvel num elevador de veículos, num poço de inspeção ou numa rampa de automóvel. Caso seja necessário, fixe as rodas com calços de roda.
Coloque o seu automóvel num elevador de veículos
  1. Retire a placa de derrapagem.
  2. Posicione um recipiente debaixo da panela de óleo.
Posicione um recipiente debaixo da panela de óleo
  1. Retire o bujão de drenagem (por exemplo, no Renault Megane, Audi 100 e Audi A6) e drene o líquido da transmissão. Se não houver tampão de drenagem (como no Opel Astra ou no Chevrolet Lacetti, por exemplo), desaperte os fixadores do cárter do óleo, espere até o óleo sair e depois retire o componente, inclinando-o com muito cuidado para um lado.
Desaperte os fixadores do cárter do óleo
  1. Com um dispositivo de limpeza de travão, remova a sujidade do assento de montagem da bandeja ou das roscas da tampa.
Remova a sujidade do assento de montagem da bandeja ou das roscas da tampa
  1. Se removeu a panela de óleo durante o trabalho, limpe as superfícies de acoplamento dos resíduos da junta antiga, limpe-as com solvente, instale uma junta nova, usando um selante. Posicione a panela de óleo novamente no seu lugar.
Instale uma junta nova, usando um selante
  1. Se removeu o tampão, substitua o seu elemento de vedação e feche o orifício de drenagem com o mesmo.
  2. Use uma mangueira e um funil para colocar a quantidade necessária de líquido na caixa de velocidades através do sangrador. Também pode enchê-lo com uma seringa, através do orifício de inspeção.
  3. Volta a montar tudo na ordem inversa.
A ATF numa transmissão automática tem que ser trocada numa oficina. Não será capaz de remover o óleo todo do mesmo por si próprio. Para bombeá-lo, são usados equipamentos especiais, que podem ser encontrados numa oficina de reparação de automóveis.

Conclusão

A mudança do líquido da transmissão e o seu reabastecimento a tempo ajudará a prolongar significativamente a vida útil tanto da transmissão manual, como da automática e a garantir o seu funcionamento longo e estável. Siga os nossos conselhos e poderá verificar o nível e a qualidade do óleo por si mesmo para decidir o que fazer a seguir.

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *