Qual é a diferença entre torque e potência do motor

Qual é a diferença entre torque e potência do motor

Este é um tema que desperta uma grande paixão entre os amantes de automóveis. Neste artigo vamos explicar no que consiste a potência e o binário (torque) e explicar-lhe a utilidade de cada um.

Potência

A potência é a energia gerada que faz o automóvel alcançar a sua velocidade máxima. A mesma consiste na medida de repetição de trabalho que o motor consegue executar por cada unidade de tempo. Isto é, quanto mais rápidamente um motor consegue gerar uma rotação, mais potente é o motor. Por isso é que todos os veículos rápidos possuem motores potentes. As unidades para medidar estas grandezas fisicas são os kiloWatt’s (kW) e cavalos (CV).

Binário

O binário (ou torque do motor em inglês) é o que causa o movimento das as rodas. O mesmo consiste na força rotacional que o motor gera, de modo a por o veículo a mover-se. Por outras palavras consiste na medida de trabalho gerada pelo motor. Se o poder do motor consegue gerar muita força, consegue deslocar muito peso. Por essa razão é que os camiões dispõem de motores a diesel capazes de produzir elevadas quantidades de binário. A unidade de medida mais comum para efetuar as medições de binário é a chamada Newton metro (Nm).

O que são cavalos no motor?

Na verdade, não existe nenhuma medição denominada “cavalos”. O termo correto é “cavalos-vapor”, sendo que isto corresponde à relação entre a força produzida por cavalos e a força produzida por uma máquina a vapor. No entanto, é comum dizer-se cavalos para abreviar. Em 1781, a máquina a vapor de James Watt foi a primeira produzir um movimento uniforme contínuo. Para calcular a capacidade da sua máquina, Watt efetuou a comparação do trabalho realizado por cavalos a puxar uma roda de moinho e depois fez o mesmo com a sua máquina, efetuando cálculos a partir daí, e assim determinou que um cavalo gerava 33 000 libra-pés por minuto.

Como aumentar o torque de um motor?

Os motores modernos estão sujeitos a limitações ambientais cada vez mais rigorosas, sendo que para cumpri-las, os mesmos têm sido sujeitos a “downsizing”. Ao reduzi-los em termos de cilindrada, a necessidade de incluir cada vez mais “truques” é imensa. Estes mesmos truques consistem em componentes tais como turbos, compressores, injeções diretas e bombas de combustívelcom mais pressão.

Estes mesmos truques consistem em componentes tais como turbos, compressores

Os ditos truques tem servido para aumentar a potência e o binário (torque) disponível, reduzindo igualmente as emissões e os consumos. No caso dos motores elétricos, a sua enorme vantagem é a disponibilidade da do binário (torque) na totalidade a partir do momento de arranque. Daí a sua sensação de força nos arranques.

Qual é mais útil no dia a dia?

Tal depende da área e das vias onde circula. Caso circule com frequência em autoestrada, a potência será de grande importância. Se circula frequentemente em estradas de montanha, com constantes subidas e curvas apertadas, necessitará mais de binário.

Assim, a importância de ambos pode tender mais para um do que para o outro consoante o caso a área em que se inserem. Outra coisa a ter em consideração são as rotações com que o motor produz o binário (torque) máximo. Quanto mais elevadas as rotações, menor é a economia de combustível.

Comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *